Débora Máximo: a bíblia como referência para se viver em sociedade 

   Viver em sociedade é uma forma de transmitir linhas de pensamentos sobre um determinado assunto, além das maneiras comportamentais em várias ocasiões: mercado de trabalho, eventos, dia a dia. E pensando no assunto, a modelo e influenciadora digital, Débora Máximo, que acumula mais de 150 mil seguidores em seu Instagram, @adeboramaximo, fala como é, para ela, nas vidas pessoal e profissional, agir por meio dos ensinamentos da bíblia, aos quais começou a aprender desde que entrou na fase adulta. 

  • Porque a bíblia é a sua maior referência? 

Deus sabe exatamente as dificuldades que iremos passar nessa vida… A Bíblia é um manual de vida e nos traz para uma realidade com propósito na nossa caminhada terrena. É um conhecimento eterno! Eu, Débora, vivi experiências novas que fizeram com que eu enxergasse a bíblia de um jeito diferente. Deus permite que nos aproximemos dele. É algo incrível! Nunca tive dúvidas! Podem falar o que for. No entanto, não existe nada parecido com essa experiência maravilhosa que só Deus é o único ser capaz de nos dar. 

  • Como é para você, como mãe, ensinar a palavra de Deus aos seus filhos? 

Ensino a trabalharem a fé, porque é fundamental na oração e na vivência. Falo sobre o Deus que nos protege, ao que servimos, o que nos deu o viver e o mesmo que tem todo o poder de nos tirá-lo. O que explico é muito mais além da palavra diária. Meus esclarecimentos são baseados em experiências reais. Se eu fosse só ler a bíblia junto com eles, seria um “conto de fadas”. Por isso, eu atuo os ensinamentos dentro da minha vida e os mostro diariamente. Espero, sinceramente, que um dia meus meninos reconheçam o senhor Jesus como o único salvador. Afinal, não há ninguém que tenha morrido por nós e feito o que só o que Cristo fez. Meus filhos amam a igreja! Procuro ir com eles em lugares que deem continuidade a tudo o que eu oriento em casa. 

  • Como influenciadora digital, quais ensinamentos de Deus e valores, busca transmitir aos seus seguidores? 

Eu ajudo as mulheres a se darem o valor que Cristo dá: se olharem como Deus as vê e não um objeto sexual, instrumento de trabalho, de guerra. Porque menciono guerra? Hoje, parece que todas “guerreiam” entre si. Competem, levam consigo a necessidade de ser melhor, se “subir no salto”. E não é isso que Deus espera de nós. Tento passar, via Insta, uma maneira de se viver, de se enxergar uma mulher que se preocupa com sua família, suas vestimentas, com o seu bem estar, mas que, acima de tudo, não usa esse poder para a manipulação alheia. 

  • O que representa Deus em sua vida? 

É tudo! Foi quem me deu a vida, quem fez toda a terra: o mar, o céu, os animais, para que todos nós pudéssemos viver e ter todo o conforto. Ele é tudo para mim! E digo mais: não está no céu, mas aqui, do meu lado. Sabe e vê tudo o que eu faço. Nunca ando sozinha! Isso é incrível, maravilhoso e libertador! Só a opinião dele me importa e não a dos outros. Falo nele, me emociono! Estou com lágrimas nos olhos! 

Amaraste:”Questione-se todos os dias.”

Questione-se todos os dias.

Olhando pra dentro observe as narrativas predominantes, e se pergunte:

— “Minha escolha é baseada na minha visão de vida?”

— “Quanto de pesquisa EU FIZ diante determinado assunto para escolher como agir diante tal manifesto?”

— “Estou submisso(a) à me comportar convenientemente por pressão da maioria?”

— “Preciso de verdade seguir o que a grande maioria acredita ser verdade ou só estou buscando a aprovação social?”

— “Tenho medo da rejeição das pessoas a ponto de corromper tudo o que acredito e sinto ser verdade?”

— “Já estudei o bastante esse assunto para ter uma opinião tão fixa sobre tal?”

— “NO QUE BASEIO MINHAS PALAVRAS?”

— “Que referências tenho para tomar uma decisão?”

— “Por que faço o que faço todos os dias?”

— “Que princípios eu escolhi para viver?”

— “A forma como me expresso diariamente está em coerência com os meus princípios?”

— “Qual é a minha real intenção por trás das escolhas que faço, das coisas que falo?”

— “A sociedade que vivo tem pensamentos saudáveis e vivem uma narrativa coerente com meus princípios?”

— “Eu realmente tenho princípios? Quais?”

— “No que a maioria está se apoiando diariamente para repetir incansavelmente tais narrativas?”

— “O que eu sinto perante tais narrativas?”

— “Em algum momento pensei completamente diferente de todos os outros?”

— “O que está acontecendo no mundo ao meu redor de verdade?”

— “Será que estou vivendo o que vim aqui para viver?”

— “Normalmente eu fujo dessas perguntas quando as faço?”

— “Se eu fujo dessas perguntas, por que fujo?”

Se você chegou até esse ponto do post é um FORTE SINAL de que você está em processo de expansão de consciência e que nesse atual momento do Planeta Terra você possa está se sentindo perdido(a), confuso(a), rejeitado(a), revoltado(a), limitado(a), irritado(a) ou sobrecarregado(a)… Mas posso te afirmar: Paciência e Aceitação são chaves complexas super necessárias para aqueles que se questionam todos os dias.

Continue seu processo de olhar p dentro todos os dias, e quando as coisas estiverem confusas na tua experiência REFAÇA OS QUESTIONAMENTOS ACIMA.

✍️Escreva as respostas em um papel e revisite-o sempre q precisar.