Médico do Hospital Felício Rocho apresenta mitos e verdades sobre o inverno

Do senso comum ao comprovado cientificamente saiba o que pode ou não, ser prejudicial à saúde

Chegou o inverno e, com ele, vem também aquela preocupação extra com a saúde respiratória. Isso porque, nessa época do ano há um aumento significativo ao que diz respeito as consultas e a procura por auxilio médico devido ao aumento de sintomas gripais. Neste cenário, ocorre também uma série de confusões sobre o que é correto ou não fazer, e até mesmo se determinado hábito pode nos prejudicar.

Prova disso é um registro compartilhado pela Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte, indicando a incidência de 134 mil pessoas que procuraram assistência médica para tratar problemas desta espécie apenas entre maio e junho de 2024. Isso quer que foi registrada uma média de um atendimento a cada 40 segundos a pessoas para os moradores da capital mineira.

Meio tantas ocorrências, o médico otorrinolaringologista do Hospital Felício Rocho, Dr. Eduardo Rossi, destaca que o aumento no número de consultas durante o período se deve a propagação de doenças que atingem desde crianças até os idosos. “O tempo seco casado com as instabilidades climáticas e ainda somado as aglomerações em ambientes fechados, contribuem para a propagação doenças como gripes e resfriados. Essas enfermidades atingem todas as faixas etárias. Além disso, há muitas dúvidas sobre com a estação mais fria do ano pode acometer a saúde. A soma desses fatores explica o aumento no número de atendimentos”.

Tais questionamentos muitas vezes quando não solucionados por um profissional especializado, possibilita a crescente de fake News que se propaguem fazendo com que as pessoas acabem tirando conclusões precipitadas sobre o assunto. “Não são raras as ocasiões em que pacientes chegam ao consultório com conclusões completamente equivocadas sobre determinados hábitos. Geralmente dizem que ‘ouviu dizer’, por exemplo, que o fato de andar descalço ou cabelo molhado provoca resfriado, o que não é verdade”, lembra Rossi.

Ao contrário do que muita gente imagina, existem sim alguns mitos e verdades no que diz respeito ao inverno e sua ligação com as infecções de vias respiratórias e, claro, é importante que todos esses tópicos sejam esclarecidos. O médico do Hospital Felício Rocho desmitifica algumas dessas dúvidas. Veja as principais:

O frio provoca gripe?

Mito. Gripes e resfriados são causados por vírus e não o frio. No entanto, as temperaturas frias e a baixa umidade prejudicam o sistema de defesa respiratório e deixam o organismo mais vulnerável à ação desses micro-organismos.

Gripe é o mesmo que resfriado?

Mito Os sintomas da gripe são mais intensos, com febre alta e possibilidade de pneumonias. Além disso, o agente causador também é diferente. A gripe é promovida pelo vírus INFLUENZA enquanto os resfriados são provocados por vírus como RINOVIRUS e ADENOVIRUS.

Antibiótico trata a gripe?

Mito. As gripes e resfriados são promovidas por vírus. Antibiótico é um medicamento que combate bactérias. Deste modo, não se trata gripes ou resfriados com antibiótico. Caso sejam

utilizados nesse contexto, tendem a fazer mais mal que bem ao paciente.

O inverno aumenta a ocorrência de doenças respiratórias?

Verdade. No inverno, as pessoas passam mais tempo em ambientes fechados, com menos circulação de ar, o que facilita a propagação de vírus. Além disso, o tempo frio e seco altera os mecanismos de defesa, o que facilita a infecção por esses micro-organismos.

Andar descalço provoca resfriados?

Mito. Ninguém adoece por andar descalço, e sim por estar em contato com outras pessoas que estão resfriadas. Contato com gotas de saliva, não lavar corretamente as mãos ou espirrar perto das outras pessoas são alguns dos fatores responsáveis pelo contágio.

Cabelo molhado provoca resfriado?
Mito. Secar o cabelo é importante para se sentir mais confortável ou evitar a quebra dos fios durante a noite por exemplo. Mas cabelo molhado não provoca gripe!

A desidratação é menor no frio?

Mito. A produção de suor é menor durante o inverno, mas há um aumento na produção de urina. Com isso, a necessidade de se hidratar continua durante esse período.

A sensação de sede é menor no inverno?

Verdade. A sensação de sede é menor durante o inverno e por isso se bebe menos água. Mas atente-se: a desidratação ocorre do mesmo modo. Logo, o ideal na estação é manter a ingestão de dois a três litros de água por dia.

Começa a montagem para o show da dupla Henrique & Juliano no Mineirão

Henrique & Juliano – Divulgação.

Mais de 5000 pessoas estão trabalhando para fazer o evento acontecer; Nattan, Rayane & Rafaela, DJ Breno Rocha e DJ Lauro Malloy também estarão no Gigante da Pampulha neste sábado

A dupla que arrasta multidões se prepara para um show histórico na capital mineira. Neste sábado, 20 de julho, a partir das 16h, o gramado do Mineirão (Av. Antônio Abraão Caram, 1001, Pampulha) vai receber Henrique & Juliano e convidados de peso:  Nattan, Rayane & Rafaela, DJ Breno Rocha e DJ Lauro Malloy. A montagem foi iniciada nesta segunda-feira (15) e até a próxima sexta, a megaestrutura para a apresentação já estará erguida. Quase todos os ingressos já foram vendidos e há poucas unidades disponíveis de Cadeira Superior e do Camarote naSala por meio do site http://www.guicheweb.com.br/henriqueejulianobh.

A estrutura para evento será grandiosa e impressionante, com um palco de 40 metros de frente por 25 metros de altura, garantindo excelente visão para o público. A produção da festa envolve uma equipe de 5.000 pessoas, que trabalham arduamente para garantir que tudo esteja perfeito. O show contará com 300 metros quadrados de LEDs, proporcionando um espetáculo visual deslumbrante. Além disso, o gramado será protegido por um piso especial, o Easy Floor, cobrindo uma área de 9.000 metros quadrados.

O sucesso de vendas é reflexo da expectativa do público para o único show que Henrique & Juliano confirma para Belo Horizonte neste ano. Além disso, Nattan, que está em um excelente momento da sua carreira, e a dupla Rayane & Rafaela, revelação da música nacional, que também ajudam a chamar a atenção dos fãs.

Sobre as atrações:

Henrique & Juliano

Henrique & Juliano, irmãos que conquistaram o Brasil, são hoje um dos maiores nomes da música sertaneja. Com mais de 15,9 milhões de inscritos no YouTube e quase 16 bilhões de visualizações, a dupla também brilha no Spotify, onde acumulam mais de 12,9 milhões de ouvintes mensais e mais de 560 milhões de plays em apenas três de suas faixas.

Nattan

Natanael Cesário dos Santos, conhecido como Nattan, é o responsável pelo sucesso “Tem Cabaré Essa Noite”. Natural de Tianguá, no sertão cearense, Nattan começou sua carreira tocando violão e cantando em barzinhos locais. Com muito esforço e determinação, ele se tornou um dos grandes nomes da música brasileira, encantando plateias em shows e festivais por todo o país.

Rayane & Rafaela

Rayane & Rafaela, naturais de Minas Gerais e atualmente residentes em Goiânia, se conheceram por acaso enquanto compunham músicas. Em 2017, uniram suas vozes e lançaram o EP “Happy Hour 10 pras 6”. Em 2021, lançaram o álbum audiovisual “Amando e sofrendo”. Apadrinhadas por Henrique & Juliano, a dupla viu seus números no Spotify crescerem de 40 mil para 3,3 milhões de ouvintes mensais, consolidando-se como uma das grandes promessas da música sertaneja.

DJ Breno Rocha

Nascido em Belo Horizonte, DJ Breno Rocha iniciou sua carreira aos 16 anos, tocando em festas locais. Conhecido por sua autenticidade e energia contagiante, Breno rapidamente conquistou o Brasil. Em 2017, lançou o hit “Sede pra te ver” em parceria com KVSH e Breno Miranda, ganhando destaque no cenário eletrônico. Desde então, Breno lançou 15 hits autorais em colaboração com grandes nomes da música brasileira.

DJ Lauro Malloy

Mineiro, apaixonado por música, sempre foi figura super conhecida nas rodas mais badaladas de BH. Produtor dos mais concorridos eventos por aqui desde 2008, foi em 2011, ao fazer parte do disputado staff de marketing da boate naSala – uma das mais premiadas do país–,que Lauro mergulhou de vez no universo. A técnica apurada com muito estudo rendeu bons frutos. Seus sets, cheios de energia, são marcados pela animação velha conhecida de quem acompanha o DJ. Sua irreverência fica evidente também nas batidas que produz: tendo no melhor do house music seu carro-chefe leva para seu som sua marca registrada, a criatividade; o resultado é a mistura explosiva de influências do rock, brincando com o hip hop, passando pelo indie em remixes empolgantes, jogando os clássicos com uma roupagem que quem ouve de longe, sabe: Lauro’s in the house!

Serviço:

Henrique & Juliano, Nattan, Rayane & Rafaela, DJ Breno Rocha e DJ Lauro Malloy em BH

Local: Mineirão – Av. Antônio Abraão Caram, 1001, Pampulha

Data e horário: 20 de julho, sábado, às 16h

Últimos ingressos: http://www.guicheweb.com.br/henriqueejulianobh

Realização: naSala e Nenety Eventos

Porto é a nova patrocinadora do BeFly Hall, em Belo Horizonte

A iniciativa, alinhada ao plano de negócios da companhia para Minas Gerais, tem como objetivo aproximar ainda mais a Porto dos mineiros

Com a missão de estar ainda mais próxima do público de Minas Gerais, a Porto é agora a nova patrocinadora de uma das principais casas de espetáculos de Belo Horizonte, o BeFly Hall. Essa é a mais recente iniciativa da companhia para fortalecer sua base de atuação no Estado e incentivar a cultura, mostrando todo seu ecossistema de produtos e serviços, além de destacar a importância dos seus corretores parceiros.

Localizado no coração da região Centro-Sul de Belo Horizonte, o BeFly Hall é um complexo de eventos e shows, com 2.500 m² de dimensão, 52 metros de vão livre, palco com 187 m² e capacidade para até cinco mil pessoas. Depois de três anos de portas fechadas, o novo contrato de operação e administração da casa foi firmado em setembro e 2022, e a casa reinaugurada em 2023. Somente naquele ano, o espaço recebeu mais de 66 mil pessoas. Palco de grandes espetáculos nacionais e internacionais, o BeFly Hall está sempre presente nos circuitos das maiores turnês que escolhem Belo Horizonte como uma de suas paradas.

“Esta é uma iniciativa que nos aproxima ainda mais dos mineiros, mostrando que a Porto faz questão de estar presente em todos os momentos. Além disso, confirma o quanto buscamos melhorar a vida das pessoas por meio da experiência do entretenimento, reforçando a nossa mensagem que ‘todo o cuidado é Porto’. Estaremos de braços abertos com o Camarote Porto, um espaço com capacidade para 30 pessoas, prontos a receber os nossos convidados”, reforça Luiz Arruda, VP Comercial e Marketing da Porto.

Com o patrocínio, os clientes Porto Bank terão desconto de 10% na compra de ingressos, alimentos e bebidas comercializados dentro do BeFly Hall. Também faz parte do pacote de benefícios desconto em estacionamento parceiro.

Para Rômulo Rocha, sócio do Grupo Chevals, administrador do BeFly Hall, a parceria com a Porto é uma união de histórias que partilham valores similares. “Esta novidade que celebramos com alegria trata-se de algo que vai além de um patrocínio. São duas marcas que se cruzam e que, em suas histórias individuais, já trabalham há bastante tempo para trazer boas experiências às pessoas. Ambos os projetos acreditam na oferta da cultura e do entretenimento, bem como no potencial que a capital mineira tem de expandir a oferta de possibilidades nesses eixos para o seu público”, destaca.

Conexões com pessoas, arte e cultura

Além da novidade do patrocínio ao BeFly Hall, a Porto apoia outras iniciativas no Estado, incluindo o Minas Tênis Clube, o Praia Club e a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, num movimento que solidifica a visão da empresa no incentivo à cultura e ao entretenimento, a exemplo do próprio Teatro Porto, inaugurado em 2015 na cidade de São Paulo, ao lado da sede da companhia, e de outros grandes patrocínios como Cirque du Soleil e GP São Paulo de Fórmula 1, entre outros.

A ação visa consolidar a Porto como a seguradora dos mineiros, além de proporcionar ao público uma experiência de conexão por meio da música e da cultura. “Minas Gerais é uma das regiões prioritárias para a companhia e essa iniciativa tem como objetivo estreitar ainda mais nosso laço com o público local e com nossos parceiros corretores. Trabalharemos forte para aumentar a penetração dos produtos e serviços de todas as unidades de negócios no Estado, que tem um grande potencial de consumo e é uma praça extremamente importante não apenas para a Porto, mas também para o mercado nacional.” ressalta Arruda.

“Estamos certos e confiantes de que esse patrocínio da Porto ao BeFly Hall, e os demais nos quais já estamos inseridos, será uma plataforma de relacionamento valiosíssima com todos os nossos públicos, incluídos aí os corretores que são nosso apoio incondicional e que poderão aproveitar experiências exclusivas por meio das ações da plataforma de incentivo Fecha com a Porto”, comenta Wesley Andrade, Diretor Comercial da região Minas Gerais e Centro Oeste.

Um Estado de oportunidades

Localizada na região mais desenvolvida economicamente (Sudeste), Minas Gerais é o quarto maior estado em extensão territorial do Brasil. De acordo com dados atualizados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), abriga em torno de 21 milhões de habitantes e uma densidade demográfica de aproximadamente 35 habitantes por quilômetro quadrado.

Com 241,3 bilhões de reais, detém o terceiro maior Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, atrás somente dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Sua contribuição para o PIB nacional é de 9,1% e no âmbito regional, sua participação é de 16,1%. A composição do PIB mineiro é: agropecuária 8,4%, indústria 31,9% e serviços 59,7%.

Como estratégia principal para o Estado, a companhia tem reforçado seus serviços para automóveis e residências em mais de 500 cidades mineiras, com o apoio de 760 bases para atendimento a serviços automotivos e82 bases para serviços residenciais.

E como Todo Cuidado é Porto, o cliente pode contar com toda a qualidade e credibilidade da prestação de serviço da empresa, além de ter mais agilidade no atendimento das solicitações. Dessa forma, mais mineiros podem usufruir vantagens como:

  • Profissionais uniformizados e treinados;
  • Agendamento 24h para encanador, eletricista, chaveiro, reparo de eletrodomésticos e móveis;
  • Segurança de ter um profissional Porto na sua casa;
  • Senha para confirmar a visita da pessoa prestadora de serviço;
  • Solicitação de serviços 24h pelo aplicativo da Porto;
  • Cancelamento e reagendamento grátis;
  • Serviço com garantia de mão de obra até 90 dias.

Dentre os serviços para a casa disponíveis estão: reparo de eletrodomésticos, hidráulica, elétrica, chaveiro residencial, desentupimento, limpeza e desentupimento de calhas e condutores, substituição de telhas, conversão de gás para o fogão, reparo de ar-condicionado, instalação de ventilador de teto, atendimento residencial a terceiro, pequenos reparos em móveis e troca de vidros. Já para o carro estão contemplados serviços de assistência como: guincho sem limite de km, troca de bateria, troca de pneus, chaveiro e motorista da vez.

Atualmente, a Porto conta com inúmeros corretores em Minas Gerais, profissionais extremamente preparados para analisar e oferecer a melhor opção de seguro para cada necessidade. Para encontrar o corretor mais próximo, basta acessar o site.

Sobre a Porto          

A Porto é mais que uma seguradora, é um ecossistema de soluções de serviços de proteção com tecnologia embarcada, para melhorar e facilitar a experiência do cliente. Com mais de 75 anos de mercado, a companhia possui quatro unidades de negócios: Porto Seguro, Porto Saúde, Porto Bank e Porto Serviço. Além de 17 milhões de clientes únicos, 13 mil funcionários, 13 mil prestadores e 36 mil corretores parceiros, a empresa conta ainda com sucursais e escritórios regionais em todo o Brasil. Fazem parte do universo Porto: Azul Seguros, Itaú Seguros de Auto e Residência, Porto Seguro Uruguay entre outras. Em 2023, a companhia apresentou R$ 31,7 bilhões de receita e lucro líquido de R$ 2,26 bilhões. O momento é de aceleração do crescimento e expansão de novas frentes de negócio para lançar cada vez mais produtos inovadores e ser cada vez mais um porto seguro para as pessoas e seus sonhos.      

Alta Fidelidade comemora 15 Anos com edição especial

Carolina Faraco (@faracofotografia).

Festa dedicada ao disco de vinil e à cultura do DJ celebra marco histórico com uma noite imperdível em 20 de julho

A festa Alta Fidelidade comemora seus 15 anos de existência com uma edição especial. O evento, que acontece no dia 20 de julho, sábado, a partir das 21h, no Distrital (Rua Opala, S/N, Cruzeiro, Belo Horizonte), promete uma noite inesquecível para os amantes do vinil, da música boa da cultura DJ. Os ingressos estão à venda por meio do Sympla.

Realizada mensalmente em Belo Horizonte desde 2009, A festa Alta Fidelidade é conduzida por quatro amigos DJs — Fael, Garrell, Kowalsky e Zaidan. Juntos, eles já realizaram mais de 150 edições mensais, além de participações nos principais festivais da cidade e bailes em São Paulo, sempre mantendo a essência e a paixão pelo disco de vinil.

Na Alta Fidelidade, não há regras rígidas quanto aos estilos musicais: a única exigência é que todos os sons sejam 100% vinil. Os DJs exploram uma vasta gama de gêneros, incluindo soul, funk, rock, disco, boogie, música brasileira, música eletrônica, hip-hop e dancehall. A diversidade musical do baile garante que a pista de dança esteja sempre animada, com sons que vão do passado ao presente, mas sempre com um groove pesado e contagiante.

Essa receita atraí um público diverso e democrático, desde aqueles que viveram a era de ouro dos discos de vinil até os jovens que descobriram recentemente essa mídia clássica.

O Distrital (Rua Opala, S/N, Cruzeiro, Belo Horizonte), um dos mais importantes espaços culturais de Belo Horizonte, também está fazendo aniversário, celebrando uma década de existência.

Serviço:

Alta Fidelidade 15 anos

Data: 20 de julho – sábado

Horário: 21h

Local: Distrital –Mercado Cruzeiro (Rua Opala, S/N, Cruzeiro, Belo Horizonte, MG).

Ingressos: a partir de R$30

Vendas por meio da plataforma Sympla: https://www.sympla.com.br/evento/alta-fidelidade-15-anos/2515954?referrer=www.google.com

Tersarrada celebra 5 anos com programação especial em julho

Foto: Hot e Oreia – Divulgação.

Festa belorizontina que lota o Mercado Distrital do Cruzeiro nas terças-feiras comemora aniversário com atrações imperdíveis

A Tersarrada, fenômeno das festas na capital mineira, retorna ao Mercado Distrital do Cruzeiro nesta terça-feira, 16 de julho, às 20h30. Hot e Oreia, MC Leozin, Lacuna, Corpo com Corpo, Freak, Midnight e mais de 20 DJs foram escalados para agitar a noite. O evento, que acontece todas as terças-feiras deste mês, promete uma experiência única para o público. Os ingressos estão à venda na plataforma Sympla: https://www.sympla.com.br/evento/beats-apresenta-hot-e-oreia-na-tersarrada-5-anos-a-temporada-2/2513272.

Prestes a completar 5 anos de história, a Tersarrada se consolidou como um marco entre os jovens de Belo Horizonte, transformando a terça-feira em um dia inusitado para festas e baladas. Em tempos de férias universitárias, a label que ocupa o espaço do Distrital vem acumulando recordes de público e trazendo atrações que movimentam a cena local e nacional. Voltada para o público universitário, a festa é conhecida por sua proposta eclética e disruptiva, misturando diferentes tribos e estilos musicais em um só evento.

5 anos de Sarrada

Fundada de maneira despretensiosa, a Tersarrada hoje é referência no mercado de festas e baladas de BH. “A construção da marca não poderia ter começado diferente, 4 amigos em uma mesa de bar, com muita resenha e vontade de fazer acontecer. Construir uma festa do zero na terça não é fácil, mas nós sabíamos que, se queríamos inovar, precisávamos arriscar. Os anos foram se passando e a Tersarrada se tornou uma verdadeira escola,” ressalta um dos sócios fundadores, Henrique Barros. Segundo ele, a festa moldou o comportamento de consumo do público, que começou a ter interesse em sair de casa às terças-feiras: “Fizemos mais de 70 edições, sendo 2 festivais, trouxemos artistas grandes, sem esquecer de dar espaço para os que estão começando, fizemos intervenções e ativações malucas e muito divertidas. Criamos literalmente um hábito na cidade: sair na terça-feira,” completa Henrique, que também empreende em outras labels de entretenimento.

Programação de aniversário

Para celebrar seus 5 anos de existência, a Tersarrada, patrocinada pela Beats, segue dando espaço para quem desponta na cena de BH ao lado de grandes atrações de renome nacional. A curadoria é assinada por Renata Lemos, DJ e produtora cultural, Kuru Lima, empresário do setor há mais de 35 anos, e Daniel Crase, baterista da banda Daparte e idealizador da Tersarrada.

Com quatro edições comemorativas no mês de julho, a promessa é de casa cheia e um line-up digno de um festival de música. Hot e Oreia, de volta aos palcos, a dupla sensação do rap da BR, leva ao Distrital seu novo show, 4 anos depois de se apresentar nas festividades de um ano da Sarrada. MC Leozin, um dos maiores MCs de BH, acumula centenas de milhões de plays nas plataformas digitais e fará sua estreia no palco da label. A programação conta ainda com as bandas Lacuna, Freak e Midnight, e mais de 20 DJs que animarão as noites. Além das atrações musicais, o evento terá ativações interativas, como barraca do beijo, beer pong, jogos de fliperama e cosplayers de personagens icônicos, garantindo uma experiência completa para os frequentadores.

Serviço

Temporada de 5 anos – Tersarrada

Terças-feiras de julho

Das 20h30 às 4h

Distrital (Rua Opala s/n, Cruzeiro, Belo Horizonte – MG)

Ingressos: Sympla (https://www.sympla.com.br/evento/beats-apresenta-hot-e-oreia-na-tersarrada-5-anos-a-temporada-2/2513272)

BH Stock Festival anuncia Carina Pereira e Thiago Reis como embaixadores

Carina Pereira e Thiago Reis: BHSF/Divulgação.

Evento contará com a presença de renomados jornalistas mineiros para promover a sétima etapa da Stock Car Pro Series em Belo Horizonte

O BH Stock Festival, que movimentará a cidade de Belo Horizonte entre os dias 15 e 18 de agosto, anunciou Carina Pereira e Thiago Reis como seus embaixadores. O evento sediará a sétima etapa do calendário anual da Stock Car Pro Series, em um circuito de rua montado nos arredores do estádio Mineirão.

Carina Pereira, natural de Pains, é jornalista e apresentadora com mais de 20 anos de experiência em TV. Ela se destacou em grandes coberturas esportivas, como a Copa do Mundo de 2014. Formada em jornalismo e pós-graduada em Marketing, atualmente trabalha com redes sociais, vídeos institucionais e comerciais, e apresentação de eventos. “Eu fiquei superfeliz e honrada com o convite porque o automobilismo tem um valor muito grande na minha vida. Eu me lembro muito da minha infância, meu pai ficava picando todas as verduras para fazer maionese, a minha mãe fritando frango, era o almoço de domingo e a gente ali na frente da TV assistindo Fórmula 1, eu e meu irmão torcendo para o Senna e para o Piquet. Então eu acho que é um presente para Belo Horizonte. Tenho certeza de que vai entrar para a história da Stock Car e da cidade. Todos temos a ganhar”, afirmou.

Thiago Reis, conhecido como “Seu Nome, Seu Bairro”, é repórter da Rádio Itatiaia há 23 anos e referência na cobertura esportiva mineira. Com quatro coberturas de Copas do Mundo e várias internacionais, é conhecido por estar sempre ao lado dos torcedores mineiros. ” Estou muito honrado e feliz com o convite, porque desde o primeiro momento, quando a ideia ainda era embrionária, eu já manifestei meu apoio. Belo Horizonte precisa se colocar ou se recolocar no cenário dos grandes eventos do Brasil. Para mim, ser embaixador desse projeto é uma honra enorme, uma das maiores que já recebi na carreira”, declarou.

Preparação do circuito

A montagem do circuito de rua, que terá aproximadamente 3.200 metros de extensão, está em fase avançada. A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da SUDECAP, iniciou os trabalhos de regularização de solo e recapeamento asfáltico em março. A instalação das barreiras de concreto, que delimitam o circuito e garantem a segurança dos pilotos e espectadores, começou no início de julho. Serão utilizados 1.800 blocos de concreto, cada um pesando cerca de 3.500 kg, além de 17.000 m² de telas, 3.600 colunas de sustentação e 48.000 metros de cabos de aço.

Para aumentar a segurança, serão instaladas barreiras de pneus nos pontos mais críticos da pista. Ao todo, serão utilizados 6.500 pneus, amarrados em colunas de cinco unidades. Esses pneus são reciclados, contribuindo para a sustentabilidade do evento.

Sobre o BH Stock Festival

O evento, que marca a estreia do campeonato Stock Car Pro Series em Belo Horizonte, vai proporcionar emoções na pista, com treinos e competições, shows musicais, espaços dedicados a atividades para toda a família e um festival gastronômico, na Esplanada e no entorno do Mineirão.

Data: 15 a 18 de agosto de 2024 (quinta a domingo)

Local: Entorno e Esplanada do Mineirão – Av. Antônio Abrahão Caram, 1001 – Pampulha, Belo Horizonte – MG

Vendas disponíveis em https://www.sympla.com.br/

Ambev gera mais de R$ 620 milhões de renda a brasileiros com programa de inclusão produtiva

Desde 2022, a companhia já impactou mais de 500 mil pessoas com oportunidades de trabalho, conhecimento e conexões, o que gerou indiretamente mais de R$ 620 milhões

Em dois anos da sua plataforma de inclusão produtiva, o Bora, a Ambev gerou aos brasileiros mais de R$ 620 milhões em renda indireta. O Bora gera novas oportunidades de trabalho, de profissionalização e conexões entre quem busca emprego e quem quer contratar. Até o momento, mais de 500 mil pessoas passaram pelos programas de impacto positivo.

A iniciativa tem como missão impactar 5 milhões de pessoas no Brasil em dez anos. Segundo a Oppen Social https://oppen.social/consultoria que desenvolve soluções de impacto, quem participa do Bora tem 33% mais chances de conseguir um trabalho e duas vezes mais chances de gerar renda para si, em um movimento de crescimento compartilhado para o seu ecossistema.

Uma jornada de impacto de força
A jornada de impacto positivo da Ambev começou há décadas. Mais recentemente, em 2017, a Ambev criou a água AMA, que, em 2024, chegou ao marco de levar acesso à água potável a 1 milhão de pessoas no Brasil. No ano seguinte, foi criado o VOA, projeto de transformação social que compartilha conhecimento e experiências de gestão com ONGs. “Estamos protagonizando um salto na área social que nos desafia a trazer soluções para problemas da sociedade na mesma velocidade que inovamos com nossos produtos”, explica Carlos Pignatari, Diretor de Impacto Social da Ambev.

Natural Musical apresenta: 1º Festival de Música Doida com podcast ao vivo sobre produção musical e saúde mental

Babilak Bah | Foto: Netun Lima.

Iniciativa idealizada pelo multiartista Babilak Bah terá três episódios online, sendo que o primeiro acontece na próxima terça-feira (16), além de um evento presencial cuja data será anunciada em breve

Conhecido pela sua atuação em diversas áreas da arte e pelo trabalho desenvolvido com o grupo Trem Tan Tan, Babilak Bah está à frente do 1º Festival de Música Doida, patrocinado pelo projeto Natura Musical, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas. Gerais. A iniciativa começa a ser realizada nesta terça-feira, dia 16 de julho, às 19h, ao vivo com um podcast online transmitido pelo seu canal oficial no YouTube. Com o tema “Os desafios da produção musical e quais perspectivas no campo da loucura: como buscar soluções?”, o evento online visa debater sobre a produção musical na saúde mental e explorar soluções viáveis para consolidar coletivos e fortalecer a divulgação de sujeitos e coletivos.

O 1º Festival de Música Doida é produzido pela Zenpreto Produções e pelo Ponto de Cultura Trem Tan Tan, com realização da Minas Criativa e da Secretaria de Cultura e Turismo de Minas Gerais. O mediador do debate será Babilak Bah, artista do ruído, poeta e arte educador, que trará sua vasta experiência e sensibilidade artística para conduzir as discussões.

Entre os convidados estão Aline Cântia, coordenadora do AbraPalavra, jornalista e mestre em Estudos Literários pela UFMG, que trará sua visão sobre a interseção entre literatura, jornalismo e saúde mental; Manuela Rebouças, professora de Artes Cênicas e integrante do Bloco Sem Prisões e Sem Manicômios de BH, que discutirá a importância das artes na reabilitação e inclusão social; Ariadne de Moura Mendes, psicóloga e coordenadora do Ponto de Cultura Loucura Suburbana, que compartilhará suas experiências e desafios na coordenação de projetos culturais voltados para a saúde mental; e Marcos Evando, integrante do Trem Tan Tan e que oferecerá uma perspectiva única sobre a produção cultural a partir da vivência de um usuário dos serviços de saúde mental.

“Estamos vivendo um momento crucial para repensar a produção cultural na saúde mental. Este podcast é uma oportunidade para reunir diferentes vozes e experiências, buscando soluções que possam realmente fazer a diferença na vida das pessoas. A arte tem um poder transformador e acredito que, juntos, podemos encontrar caminhos inovadores para superar os desafios e impasses que enfrentamos, além de abrirmos espaços para garantir a temática nas políticas públicas culturais, identificar parceiros para contribuir na construção de pontes e fortalecimento de redes. Convido a todos para se juntarem a nós nesta discussão tão importante e necessária”, diz Babilak Bah.

O 1º Festival de Música Doida foi selecionado pelo edital Natura Musical, por meio da lei estadual de incentivo à cultura de Minas Gerais (LEIC), ao lado do Festival Pá na Pedra, Jack Will, Natania Borges, N’zinga, Paige e ruadois. No Estado, a plataforma já ofereceu recursos para mais de 160 projetos de música até 2022, em diferentes formatos e estágios de carreira como Maíra Baldaia, Sérgio Pererê e Meninos de Araçuaí.

Sobre Natura Musical

Natura Musical é a plataforma cultural da marca Natura que há 18 anos valoriza a música como um veículo de bem estar e conexão. Desde seu lançamento, em 2005, o programa investiu mais de R$ 190 milhões no patrocínio de mais de 600 artistas e projetos em todo o Brasil, promovendo experiências musicais que projetam a pluralidade da nossa cultura. Em parcerias com festivais e com a Casa Natura Musical, fomentamos encontros que transformam o mundo. Quer saber mais? Siga a gente nas redes sociais: @naturamusical.

Serviço

1º Festival de Música Doida apresenta o podcast “Os desafios da produção musical e quais perspectivas no campo da loucura: como buscar soluções?”

Data: 16 de julho, terça-feira

Horário: 19h

Transmissão:  Canal do Babilak Bah no YouTube: https://www.youtube.com/live/8Obg61XF4BE

Mediador:  Babilak Bah – Artista do ruído, poeta e arte educador

 Convidados: 

–  Aline Cântia – Coordenadora do AbraPalavra, jornalista e Mestre em Estudos Literários pela UFMG

–  Manuela Rebouças – Professora de Artes Cênicas e integrante do Movimento do Bloco Sem Prisões e Sem Manicômios de BH

–  Ariadne de Moura Mendes  – Psicóloga e Coordenadora do Ponto de Cultura Loucura Suburbana

–  Marcos Evando – Usuário da saúde mental e integrante do Trem Tan Tan

Patrocínio:  Projeto Natura Musical através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais

Produção:  Zenpreto Produções e Ponto de Cultura Trem Tan Tan

Realização:  Minas Criativa e Secretaria de Cultura e Turismo de Minas Gerais

Planejamento patrimonial ou sucessório? Na verdade, os dois!

Preocupar-se com o presente, o agora, é algo inerente a qualquer empresa. Até porque são as decisões deste instante, do hoje, que ajudam a determinar o amanhã. Mas essas preocupações, que evidentemente fazem parte da rotina corporativa e da vida de qualquer coisa submetida ao tempo, acabam muitas vezes tornando mais obscuros os projetos de longo prazo. Inclusive o processo de sucessão, no caso das empresas familiares. Em outras palavras, a “transmissão do bastão” para outros membros da família não apenas é uma etapa esquecida como também desprezada.

Convivendo com centenas de empresas familiares, muitas delas bastante consolidadas, é perceptível como os planos de médio e longo prazos restringem-se a estudar apenas os meios de melhorar a performance produtiva, administrativa e financeira da organização. Discutem-se expansões, balanços, investimentos, fusões, contratações etc., mas ignoram os riscos de morte ou de desligamento de algum membro do alto escalão.

Quando ocorre o inesperado é que os sócios se dão conta de que algo precisa ser feito, e de forma emergencial. Uma decisão que poderia ser planejada e preparara para ser executada em muitos anos se torna uma medida urgente, fazendo valer a máxima de que “tempo é dinheiro” – nesses casos, mais tempo acaba significando menos dinheiro, razão pela qual é preciso fazer escolhas, no calor do desespero.

O lado bom é que muitas empresas estão se dando conta, por experiência própria ou por assistir outros casos, de que é providencial investir o quanto antes num planejamento sucessório. Essa medida consiste em estabelecer regras muito bem definidas para o processo de transferência do comando das organizações para as próximas gerações, que passam pela condução e pela sobrevivência do negócio. Mas não se trata somente disso.

Esse procedimento geralmente é realizado atrelado a um planejamento patrimonial, especialmente por meio das chamadas holdings familiares. Esse procedimento consiste, geralmente, em converter todos os herdeiros diretos da família em quotistas de uma grande organização, na qual se inserem patrimônios que vão desde as empresas, os bens duráveis, como imóveis e veículos, até a objetos considerados de valor inestimável.

A partir do falecimento ou do afastamento do proprietário ou mesmo de um dos herdeiros, cumprem-se os critérios pré-estabelecidos no planejamento executado. O planejamento sucessório, portanto, casa perfeitamente bem com o planejamento patrimonial, embora ambos sejam de certa forma independentes entre si. Mas, no caso de empresas administradas por uma família, fica mais clara a importância de se lançar o foco sobre essas duas estratégias.

Compete ressaltar que essas medidas, quando efetivamente colocadas em prática, dão celeridade aos processos de sucessão e também de partilha dos bens, além de reduzirem os custos para transferência. Até porque, nesses casos, o inventário geralmente é evitado, uma vez que todo o patrimônio a ser partilhado estará registrado em nome da holding, que terá como sócios os próprios herdeiros.

Desprezar as possibilidades legais por trás desses planejamentos é desprezar um problema que inevitavelmente virá à tona no futuro e demandará soluções menos adequadas, mais onerosas e geralmente turbulentas. Mas é importante também ressaltar a necessidade que tais planejamentos sejam realizados de forma adequada e segura , para que as previsões contidas nesses planejamentos não sejam objeto de desavenças e nulidades. Os escritórios de advocacia especializados em direitos patrimonial e sucessório são os mais adequados para isso. Vale o investimento? Sem dúvidas, a resposta é sim! Pois as consequências para os sucessores de quem não toma essa decisão e os demais envolvidos, como sócios, por exemplo, costumam ser muito, onerosas conturbadas e desgastantes.

A autora é Mariella Bins Santana, advogada do escritório Montalvão & Souza Lima Advocacia de Negócios – _contato@msladvocacia.com.br_

Viagens e pacientes em quimioterapia: combinação pode ser perigosa para a saúde

A temporada de férias está oficialmente aberta. Com a chegada do mês de julho, famílias se preparam para o tradicional recesso do meio do ano. Seja viajando à praia, ao campo ou ao exterior, a certeza é de encontrar aeroportos, estradas e lugares turísticos com uma movimentação mais intensa do que de costume ou mesmo pontos de aglomeração. A situação já é esperada para o período, mas serve de alerta para pacientes que estão recebendo quimioterapia.

Afinal, quem está em tratamento contra um câncer pode ou não viajar durante as férias?

Para o médico hematologista Guilherme Muzzi, que é especialista no tratamento de cânceres relacionados ao sangue, a liberação de um paciente para viagens requer uma análise rigorosa. “Todas as pessoas que estão tratando um câncer têm uma característica em comum: a baixa da imunidade. Isso significa que o paciente tem a sua barreira de proteção contra infecções comprometida, fazendo com que ele esteja mais propenso a contrair vírus e bactérias”, explica.

O médico esclarece que na maioria das vezes o ideal é evitar viagens, sobretudo, quando o paciente está recebendo uma quimioterapia mais forte. “Nessa situação a defesa está ainda mais fraca e as chances de acontecerem complicações é grande. No geral, a liberação para passeios longe de casa é incomum. Não vale o risco”.

Guilherme Muzzi faz recomendações importantes aos pacientes que são liberados para viagem. “Não viaje de avião. O espaço é restrito, concentra um grande número de pessoas a poucos metros de distância e é um ambiente de difícil socorro caso aconteça algo. Além disso, evite ir para lugares que ficam cheios durante o período de férias escolares. Por fim, é imprescindível evitar aglomerações e espaços fechados. Caso transite por algum desses locais, use máscara e leve consigo álcool em gel”, pontua o médico.

O hematologista finaliza esclarecendo como tornar a viagem mais segura. “Prefira distâncias mais curtas. Vá para lugares mais tranquilos, com passeios ao ar livre e que não estejam cheios nesta época do ano. Além disso, o paciente só pode se deslocar caso exista uma rede de apoio para auxílio. As principais recomendações são cuidado e precaução. Proteger-se nunca é demais. Caso possa evitar viagens durante o tratamento do câncer, faça. É mais seguro e previne a ocorrência de riscos desnecessários”.

Hábitos saudáveis podem favorecer tratamento contra o câncer

Cuidados com corpo, mente e alimentação durante período de tratamento do câncer são aliados para a recuperação da doença e manutenção da saúde após a cura

Os hábitos saudáveis podem ser grandes aliados de pacientes em tratamento contra o câncer. Nesse sentido, o próprio Instituto Nacional de Câncer (INCA) tem sua cartilha Estilo de vida saudável durante e após o tratamento de câncer. Realizar atividades físicas e melhorar a alimentação durante o tratamento são algumas das orientações presentes no compilado desenvolvido pelo órgão do Ministério da Saúde.

Um estudo da Universidade Federal de Sergipe (UFS) que analisa a influência da saúde mental durante o tratamento de pacientes com câncer de mama corrobora para a tese de que o cuidado com mente, corpo e alimentação são importantes vetores para a melhora desse tipo de doença. De acordo com a pesquisa, pacientes que possuíam acompanhamento psicológico durante o tratamento oncológico mantiveram maior funcionalidade psíquica se comparado àqueles sem adesão ao serviço de psicologia.

A apresentadora de TV Melissa Paula, que já foi diagnosticada duas vezes com câncer de mama, declara ser prova viva de que essa relação existe. “A luta contra o câncer faz parte da minha vida há alguns anos e cuidar do meu emocional foi o que me salvou de um abismo que poderia ser ainda maior desde que recebi meu primeiro diagnóstico”, relata a apresentadora do Programa Saber Viver, da TV Alterosa.

“O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres, ficando atrás apenas do câncer de pele. Ele pode se apresentar de várias formas, sendo o nódulo, ou massa ou caroço, a forma mais recorrente. O diagnóstico precoce, principalmente através da mamografia, aumento muito as chances de cura, aumentando a sobrevida das pacientes, facilitando o tratamento e reduzindo as possibilidades de metástases, que é o aparecimento do tumor em outros órgãos do corpo,” explica o médico Marco Antônio Abrahão Reis, médico mastologista e coordenador do Serviço de Mastologia do Hospital Felício Rocho.

“Medo, angústia e stress foram os primeiros sentimentos que vieram à tona com a descoberta do meu câncer de mama. Em seguida, veio o baque na autoestima, já que os seios são parte da nossa identidade de mulher e acabei optando pela mastectomia completa, ou seja, retirei toda a minha mama. Hoje vejo que foi a melhor decisão que eu poderia ter tomado”, explica Melissa Paula. “O acompanhamento psicológico, a procura por manter hábitos saudáveis e a fé foram e são meus grandes aliados durante essa jornada pela vida”, conclui a apresentadora.

Para a médica Consolação Oliveira, que é especialista em nutrologia, fisiologia hormonal e medicina ortomolecular e que também passou pelo câncer de mama, o cuidado com a alimentação e com outros hábitos saudáveis são premissas a serem levadas em conta do diagnóstico até o fim da vida.

“O fato de um paciente precisar implementar hábitos saudáveis na sua rotina e controlar a alimentação desde que descobre uma doença como o câncer não é necessariamente algo ruim. Pelo contrário, a alimentação e o combate ao sedentarismo são oponentes importantes ao câncer e podem, inclusive, ajudar para a sonhada remissão da doença”, esclarece a médica.

Segundo Consolação Oliveira, evitar o açúcar e inserir verduras e legumes são ações eficazes. “Cortar o açúcar é uma tarefa simples que ajuda a desinflamar e melhorar o funcionamento dos órgãos. Além disso, descascar mais frutas, legumes e verduras e desembalar menos industrializados é essencial para fortalecer a imunidade de quem está tratando o câncer. Nesse momento, suplementar o corpo e ingerir vitaminas e nutrientes indicados pelo médico de sua confiança de acordo com a análise dos exames laboratoriais são comportamentos capazes de auxiliar na melhora do quadro e, eventualmente, na cura”, completa.

A especialista pontua que uma boa saúde pode ajudar na longevidade. “Viver mais é um anseio de pessoas com e sem câncer, mas chegar lá com qualidade de vida e disposição é o grande desafio. Exercitar-se e cuidar da alimentação é um bom caminho para isso, além de contribuir para que o paciente não tenha recidiva da enfermidade”.

Alimentação saudável é aliada no tratamento de outras doenças

Ainda de acordo com a médica Consolação Oliveira, a alimentação também é peça fundamental durante o tratamento de doenças crônicas, por exemplo. “Artrite reumatoide, Tireoidite de hashimoto, Síndrome de Sjogren e a Vasculite são doenças que não têm cura, mas têm tratamento, e a melhora dos pacientes com esse tipo de enfermidade passa pelo cuidado com a alimentação. Além disso, condições como a fadiga da supra renal são amenizadas a partir de um plano alimentar pensado por um médico especialista”, completa a médica.

Todavia, a prevenção ainda é a melhor forma de reduzir os riscos de ter câncer de mama. “Atividade física regular e hábitos alimentares saudáveis ajudam a reduzir a incidência e melhoram o prognóstico das pacientes que são diagnosticas com câncer de mama. Manter um rastreamento periódico com especialista permite um diagnóstico precoce e reduz a mortalidade associada ao câncer de mama. Já a Sociedade Brasileira de Mastologia orienta que todas as mulheres, com risco habitual, devem começar a realizar mamografia aos 40 anos e, para aquelas com risco aumentado, como quem tem história familiar positivo, é importante um acompanhamento especializado e apropriado de acordo com cada perfil”, conclui o médico do Hospital Felício Rocho.

Jardim Sonoro, primeiro festival de música do Inhotim, tem shows de Paulinho da Viola, Sambas do Absurdo e Joshua Abrams & Natural Information Society

Paulinho da Viola – Foto Leo Aversa.

Kalaf Epalanga, Aguidavi do Jejê, Zoh Amba, Ballaké Sissoko & Vincent Segal e Kham Meslien também se apresentam no maior museu a céu aberto da América Latina no mês de julho; o festival é gratuito para o público visitante

Brumadinho, MG – O Instituto Inhotim anuncia o lançamento do Jardim Sonoro, primeiro festival de música assinado pela instituição, um evento que celebra dimensões essenciais para sua a identidade: a fusão entre arte, natureza e música. O festival apresenta três dias de programação, de 12 a 14 de julho de 2024 (sexta-feira, sábado e domingo), e os ingressos são referentes ao valor da entrada no Inhotim – R$ 50,00 a inteira e R$ 25,00 a meia entrada. Jardim Sonoro conta com performances de músicos brasileiros e internacionais, com shows de Paulinho da Viola (Brasil), Sambas do Absurdo, com Juçara Marçal, Gui Amabis, Rodrigo Campos e Regis Damasceno (Brasil), Ballaké Sissoko & Vincent Segal (Mali/França), Joshua Abrams & Natural Information Society (Estados Unidos), Kham Meslien (França), Zoh Amba (Estados Unidos), Kalaf Epalanga (Angola) e Aguidavi do Jêje (Brasil).

“Estamos felizes de apresentar a primeira edição do Jardim Sonoro, um festival concebido e curado pelo Inhotim, que brota da relação imersiva e experimental do contato da arte com a natureza, algo que está no DNA da instituição e que agora ganha essa poderosa dimensão da experiência musical. Diferentemente de qualquer outro festival, propomos uma vivência que lança mão dos acervos botânico e artístico e proporciona momentos singulares”, explica Júlia Rebouças, diretora artística do Inhotim. “A seleção de artistas está alinhada a escolhas que pautam o programa musical da Orquestra Inhotim e de sua Escola de Música, mas que também repercutem as ações de arte contemporânea do museu. Com vários nomes inéditos no Brasil, reunimos no Inhotim sons da diáspora, fundamentos da música popular e contemporânea, sons de uma resistência artística que alarga nosso entendimento sobre o presente”, complementa.

O público também tem a oportunidade de participar de mediações exclusivas envolvendo obras sonoras icônicas do Inhotim, como Forty Part Motet (2001), de Janet Cardiff, e Sonic Pavillion (2009), de Doug Aitken, além de um bate-papo com o músico e escritor angolano Kalaf Epalanga, autor dos livros Também os brancos sabem dançar (Todavia, 2018) e Minha pátria é a lingua pretuguesa: Crônicas (Todavia 2023), entre outras atrações exclusivas. Os shows serão realizados em palcos criados especialmente para o festival, em alguns dos principais cenários do Inhotim. A música vai ocupar os espaços abertos próximos à Galeria True Rouge, de Tunga; da árvore centenária Tamboril, e da obra externa Invenção da Cor, Penetrável Magic Square #5, De Luxe (1977), de Hélio Oititica.

De acordo com Leandro Oliveira, curador de Música do Inhotim, o Jardim Sonoro é um festival de música que honra a ideia original do termo: “Um período de festa dos sons, um fim de semana para celebração em um museu que não se cansa de se reinventar. Por três dias, o Inhotim, maior museu a céu aberto da América Latina, será o lugar onde intérpretes e compositores presentearão o público do parque com seus sons formidáveis, uma oportunidade única onde música, arte e natureza se dão as mãos e ouvidos de forma singular”, reflete.

Para garantir o ingresso, é recomendada a compra antecipada pela plataforma Sympla. É possível adquirir os ingressos do tipo “passaporte”, formato indicado para quem quer visitar o Inhotim por 2 ou 3 dias consecutivos, assegurando as entradas por um valor menor. Moradores e moradoras de Brumadinho cadastrados no programa Nosso Inhotim; Amigos do Inhotim e crianças de até 5 anos não pagam entrada.

Sobre Jardim Sonoro – Festival de Música Inhotim

Três palcos espalhados pelo parque, oito shows com artistas de quatro continentes. Eventos inéditos no Brasil ao lado de espetáculos que celebram a música popular brasileira. O Inhotim, espaço de convivência, espaço sem fronteiras, desafia a si mesmo ao reunir e oferecer a seu público prodígios da cena instrumental internacional, poetas do samba brasileiro, minimalistas de Chicago, vanguardistas da Bahia, instrumentos ancestrais da Africa e da Europa unidos, virtuoses, experimentalistas, cronistas, Djs. Todos justificados pelo devaneio da mais engajada qualidade, uma variada e inspiradora experiência do melhor que a cena musical contemporânea pode oferecer.

Jardim Sonoro tem a Vale como Mantenedora Master, o Patrocínio Prata da Vivo, o Patrocínio Bronze do Banco Sofisa, a Localiza como Locadora Oficial, a Azul como Companha Aérea Oficial e a Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil e a Mikko como Parceiras Institucionais. O festival é realizado por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Conheça a programação do Jardim Sonoro – Festival de Música Inhotim:

JARDIM SONORO – FESTIVAL DE MÚSICA INHOTIM
de 12 a 14 de julho de 2024

12 de julho, sexta-feira
Às 9h30, 10h30, 11h30 e 12h30, na Galeria Praça

Visitas mediadas à Forty Part Motet, de Janet Cardiff

Às 9h30, 10h30, 11h30 e 12h30, Sonic Pavillion

Visitas mediadas ao Sonic Pavillion, de Doug Atkin

Às 13h, no espaço Igrejinha – Bate-papo com Kalaf Epalanga

Às 15h, no palco True Rouge – Zoh Amba (sax solo)

13 de julho, sábado
Às 11h, no palco True Rouge – Ballaké Sissoko & Vincent Segal (violoncelo)

Às 13h, no palco Tamboril – Joshua Abrams & Natural Information Society

Às 15h, no palco Magic Square – Paulinho da Viola

Às 16h30, no palco Magic Square – Kalaf Epalanga

14 de julho, domingo

Às 11h, no palco True Rouge – Kham Meslien (contrabaixo solo)

Às 13h, no palco Tamboril – Sambas do Absurdo, com Juçara Marçal, Gui Amabis, Rodrigo Campos e Regis Damasceno

Às 15h, no palco Magic Square – Aguidavi do Jêje

INFORMAÇÕES GERAIS
INSTITUTO INHOTIM

HORÁRIOS DE VISITAÇÃO

De quarta a sexta-feira, das 9h30 às 16h30.

Aos sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 17h30.
Nos meses de janeiro e julho, o Inhotim abre também às terças-feiras.

ENTRADA PARA VISITAÇÃO
Inteira: R$ 50,00 | Meia-entrada*: R$ 25,00.
*Veja as regras de meia-entrada no site: www.inhotim.org.br/visite/ingressos/

ENTRADA GRATUITA
Inhotim Gratuito:
Quarta Gratuita Inhotim: todas as quartas-feiras são gratuitas; Domingo Gratuito Inhotim B3: último domingo do mês é gratuito; moradores e moradoras de Brumadinho cadastrados no programa Nosso Inhotim; Amigos do Inhotim; Crianças de 0 a 5 anos.

LOCALIZAÇÃO
O Inhotim está localizado no município de Brumadinho, a 60 km de Belo Horizonte (aproximadamente 1h15 de viagem). Acesso pelo km 500 da BR-381 – sentido BH/SP. Também é possível chegar ao Inhotim pela BR-040 (aproximadamente 1h30 de viagem). Acesso pela BR-040 – sentido BH/Rio, na entrada para o Retiro do Chalé.

INHOTIM LOJA DESIGN
A loja do Inhotim, localizada na entrada do parque, oferece itens de decoração, utilitários, livros, brinquedos, peças de cerâmica, vasos, plantas e produtos da culinária típica regional. É possível adquirir os produtos também na loja online.

GASTRONOMIA
O Inhotim oferece aos visitantes diferentes opções para alimentação. No tradicional Restaurante Tamboril, o público encontra um ambiente integrado aos jardins e ao acervo de arte contemporânea, com um cardápio a preço fixo, extensa carta de vinhos, além de uma mesa de sobremesas com doces diversos. Já o Restaurante Oiticica, localizado próximo à obra Invenção daor, penetrável Magic Square #5, De Luxe (1977), de Hélio Oiticica, traz refeições self-service a quilo, com menu que inclui saladas e opções de caçarolas quentes. O Café das Flores, situado próximo à recepção do Inhotim, oferece em seu cardápio o clássico pão de queijo mineiro, além de opções de lanches, bolos e café. Mais opções de cafés, lanches rápidos, hambúrgueres e sobremesas são servidas nas imediações da Galeria True Rouge pelo OOP Café, na Galeria Miguel Rio Branco pelo Bayo, e na Galeria Galpão com a hamburgueria Hack. Completam as opções de alimentação no Inhotim a Casa de Sucos e a Pizzaria do Teatro.

O Inhotim tem a Vale como Mantenedora Master; a Cemig como Parceira Estratégica; Shell, Itaú e B3 como Patrocinadores Master e conta com o Patrocínio Ouro do Santander, da Volvo e da CBMM. Os patrocínios são viabilizados por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

BH Stock Festival segue confirmado pela Justiça Federal

Em decisão da 1ª Vara Federal Civel de Belo Horizonte está mantida a realização da sétima etapa da Stock Car Pro Series em BH

Mais um capítulo na batalha para a realização da etapa mineira da Stock Car Pro Series foi superada na última sexta-feira, 12 de julho. A juíza federal Adriane Luísa Vieira Trindade, da 1ª Vara Federal Civel de Belo Horizonte, manteve a realização do evento em Belo Horizonte, entre os dias 15 e 18 de agosto. A ação do Ministério Público Federal tinha objetivo de suspender a venda de ingressos para a realização do evento até que os testes de impactos sonoros fossem realizados e se mostrassem efetivos.

A magistrada em sua decisão, deferiu parcialmente o pedido do Ministério Público Federal (MPF) para que, no prazo de dez dias, os organizadores da etapa de Belo Horizonte da Stock Car apresentem “proposta de mitigação acústica – contendo detalhamento de suficiência técnica, bem como viabilidade de implantação – nos pontos de impacto biologicamente sensíveis da UFMG: Hospital Veterinário, biotério central, biotério de cães, biotério de macacos e estação ecológica”. A decisão desta sexta (12) descartou a paralisação das vendas de ingressos, patrocínios e áreas de relacionamento.

No entendimento da magistrada o evento está muito próximo e, neste momento, não cabe à Justiça suspender a sua realização. Ela destacou como pontos importantes para a sua decisão o alto investimento já empenhado, os funcionários contratados e, também, o compromisso firmado com o Ministério Público de Minas Gerais e a Prefeitura de Belo Horizonte, para mitigar os impactos sonoros do BH Stock Festival.

Sérgio Sette Câmara, diretor da empresa Speed Seven Participações Ltda, que responde pela organização do evento, comentou a decisão. “Recebemos com muita serenidade a decisão da juíza Adriane Luísa Vieira Trindade, profissional que tem grande experiência e analisou o caso de forma muito detida. Ao nosso ver a decisão foi muito bem redigida e determinou a apresentação de um estudo de mitigação dos impactos sonoros. Do nosso lado, é algo que chegou de forma natural, uma vez que já vem sendo realizado e, inclusive, foi apresentado no acordo com o Ministério Público Estadual e Prefeitura. Faremos exatamente o mesmo trâmite dentro do prazo estabelecido pela decisão judicial. Além de apresentar este estudo vamos, sobretudo, implementar de forma eficiente a solução acústica apresentada, uma vez que nosso objetivo, obviamente, é o de realizar, além do evento de 2024, as próximas quatro edições acordadas com a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e a Vicar Promoções Desportivas S/A – promotora nacional da Stock Car”.

Leia a íntegra do despacho:

“Nessa perspectiva, é de se ponderar que as empresas rés obtiveram do Poder Executivo Municipal a autorização para a realização do evento, estando ainda em andamento as tratativas para a concessão da licença. Há notícia de que foi firmado Termo de Compromisso com o Ministério Público do Estado de Minas Gerais (Evento 15 – ANEXO3) no qual os organizadores da corrida se comprometeram a requerer as licenças e autorizações necessárias, bem como a apresentar a identificação e avaliação de todos os impactos ambientais e urbanísticos decorrentes da atividade – incluindo emissão de ruídos e poluição sonora e impactos viários – a identificação das medidas mitigadoras e compensatórias e o acompanhamento e monitoramento dos impactos.

Outro aspecto a ser considerado é que falta pouco mais de trinta dias para a corrida. Não é preciso muito esforço para se concluir que, num evento desta magnitude, já foi investida considerável soma em dinheiro na realização do evento. Isso sem falar nas empresas (fornecedoras, locadoras, patrocinadoras) e pessoas (funcionários de apoio) já contratadas, bem como naquelas que esperam movimentar seus negócios com o aumento no consumo de bens e serviços, como hotéis, restaurantes, empresas de turismo etc.

Dentro de todo esse contexto, sobretudo neste momento de cognição sumária, não cabe ao Poder Judiciário tomar decisões que direta ou indiretamente tornem inviável a realização do evento, o que, na opinião do Juízo, acabaria ocorrendo se deferidas todas as medidas requeridas pelo MPF.

Em face do exposto, DEFIRO em parte a liminar para determinar que as requeridas apresentem, no prazo de 10 dias, proposta de mitigação acústica – contendo detalhamento de suficiência técnica, bem como viabilidade de implantação – nos pontos de impacto biologicamente sensíveis da UFMG: Hospital Veterinário, biotério central, biotério de cães, biotério de macacos e estação ecológica”.

Sobre o BH Stock Festival

O evento, que marca a estreia do campeonato Stock Car Pro Series em Belo Horizonte, vai proporcionar emoções na pista, com treinos e competições, shows musicais, espaços dedicados a atividades para toda a família e um festival gastronômico, na Esplanada e no entorno do Mineirão.

Data: 15 a 18 de agosto de 2024 (quinta a domingo)

Local: Entorno e Esplanada do Mineirão – Av. Antônio Abrahão Caram, 1001 – Pampulha, Belo Horizonte – MG

Vendas disponíveis em https://www.sympla.com.br/

Foto: Rodrigo Guimarães | Divulgação

Programa Internacional da Fundação Dom Cabral reúne grandes empresários nos Estados Unidos

Ao lado de outras lideranças renomadas do País que buscam aprimorar suas habilidades em um contexto global competitivo no cenário dinâmico de constantes mudanças mercadológicas, Anderson Franco, CEO da Allp Fit, participa do programa STC (Skills, Tools & Competencies) promovido pela Fundação Dom Cabral em parceria com a Kellogg School of Management. 

Depois de concluir as etapas do programa STC no Campus Aloysio Faria, em Nova Lima/MG, o empreendedor viaja para os Estados Unidos neste sábado, onde dá sequência aos estudos. Ele estará acompanhado do assessor executivo, Felipe Teixeira. A próxima etapa será na Kellogg School of Management, em Chicago, e terá aulas de Liderança, Marketing e Cliente Digital dos dias 14 a 19 de julho, com a participação de executivos de alto desempenho, líderes seniores de grandes empresas, empreendedores e diretores de startups e pequenas e médias empresas com potencial de crescimento. 

A segunda semana do programa será conduzida por renomados professores de Kellogg, como Michelle Buck, Harry Kraemer e David Schonthal, que irão explorar temas essenciais para a liderança moderna. Desde a comunicação de uma visão clara e inspiradora até a gestão de riscos e o crescimento empresarial, os participantes terão a oportunidade de aprofundar seus conhecimentos e desenvolver habilidades cruciais para o ambiente de negócios contemporâneo.

Um dos pontos altos do programa é a “Learning Journey” em Chicago, que inclui visitas a empresas como CNHi e IBM, além de atividades culturais como uma aula com a professora Maria Homem no The Art Institute of Chicago. A experiência também inclui a oportunidade de assistir a um jogo de beisebol, proporcionando uma imersão completa na cultura local. O STC oferece uma abordagem prática e inovadora, capacitando os líderes a aplicarem o aprendizado em suas realidades pessoais e profissionais, e a conduzirem ações transformadoras em suas organizações.

Impacto e Visão de Futuro

Para o empresário Anderson Franco, o programa desenvolvido pela Fundação Dom Cabal, reconhecida entre as 10 melhores escolas do mundo, não só visa a expansão de competências em estratégia, finanças e cultura organizacional, mas, também, a integração de práticas globais inovadoras na Allp Fit e na Holding AFN. “Entendo que o desenvolvimento contínuo é crucial para implementar estratégias pioneiras que não apenas impulsionem as empresas, mas também influenciem positivamente o mercado brasileiro”, avaliou o empreendedor.

Compromisso Social e Econômico

Compromissado com o crescimento econômico e o desenvolvimento empresarial, Anderson Franco, além de seu papel como CEO da Allp Fit, que tem projeto de inaugurar 80 unidades este ano da rede de academias no País, é multifranqueado e membro do Conselho de Administração do Grupo Cartão de Todos, considerado o maior cartão e benefícios do Brasil.

Sua formação acadêmica, que inclui graduação em Administração de Empresas pelo Centro Universitário de Caratinga e pós-graduação em Marketing pela Universidade do Leste de Minas Gerais, aliada à experiência no Programa de Desenvolvimento de Conselheiros (PDC) e o Programa de Gestão Avançada (PGA), que teve um módulo na INSEAD, na França anterior na INSEAD, na França, contribuíram para sua seleção no STC.

Ainda nos Estados Unidos, Anderson Franco participa do módulo sobe Inovação e Transformação Digital, de 19 a 24 de julho de 2025, durante a FDC Learning Journey, em Chicago.

Afinamento da cintura movimenta clínicas estéticas por promover transformação corporal

Procedimento é considerado seguro e oferece resultado permanente, mas deve ser conduzido por profissional capacitado

Ter um corpo bem torneado é algo de que poucas mulheres desfrutam, mas que já deixou de ser uma condição natural. O que antes representava um sonho passou a ser uma possibilidade de realização. Tanto que um dos hits das clínicas estéticas hoje é o processo de afinamento da cintura, que tem por objetivo deixar o corpo melhor torneado. Chamado pelos profissionais de remodelamento costal, esse procedimento cirúrgico visa alterar a silhueta corporal a partir de intervenções nas costelas flutuantes.

“O remodelamento costal traz resultados impressionantes na estética feminina, mas o procedimento é de certo modo simples. Ele consiste em alterar a disposição das costelas 11 e 12, que são aquelas desprendidas do esterno, que é aquela estrutura óssea situada no centro do peito, e que faz a sustentação da caixa torácica”, explica o cirurgião plástico, Felipe Villaça.

A partir da intervenção nessas costelas, há uma mudança na silhueta corporal que deixa o corpo mais harmônico e bem torneado. “Essa transformação traz impactos não apenas físicos para os pacientes, mas também psicológicos. Sabemos que isso gera notadamente uma elevação da autoestima, porque aproxima a paciente do tipo de corpo com que ela sonha, e que não necessariamente será alcançado com atividade física intensa”, afirma o médico.

Felipe Villaça atribui essa melhora na autoestima também ao fato de que há uma valorização de outras partes do corpo de quem passa pela remodelação costal. Regiões dos quadris, do busto e do bumbum acabam sendo realçadas apenas pelo afinamento.

“É um detalhe inerente à própria cirurgia estética. Como o corpo humano é um todo formado por partes, qualquer mudança acaba tendo reflexos em outros lugares. No caso do remodelamento costal, esse destaque maior para outras partes do corpo tende a ser mesmo positiva”, argumenta o especialista em cirurgia plástica.

Recuperação rápida

Uma das vantagens do remodelamento costal também é o tempo de retorno às atividades cotidianas. Sua recuperação é considerada rápida, desde que sejam preservados todos os cuidados necessários no pós-operatório. As atividades mais leves, como dirigir, executar trabalhos que não exijam esforço físico e até fazer uma pequena caminhada podem ser retomadas em até duas semanas. Já os exercícios pesados, como uma corrida ou academia, são práticas que podem voltar à rotina a partir da sexta semana.

“É claro que vai depender também da recuperação de um paciente pra outro. Cada organismo é de um jeito. E isso passa também pelo período do pós-operatório, que exige manter em dia o uso de medicamentos para controlar a dor e as inflamações, dormir de barriga para cima e evitar determinados movimentos. São instruções que devem ser devidamente passadas pelo profissional, e que ajudam a definir o tempo de retorno à vida normal”, esclarece.

1 2 3 19